27 de julho de 2019

Calvície, a alopecia androgenética: um mal que atinge homens e mulheres

A advogada Tânia Schneider fala sobre como enfrentou a calvície

Alopecia androgenética: na mulher, a calvície tem um peso maior e pode provocar uma baixa autoestima; já os homens lidam melhor com a situação porque têm melhor aceitação da sociedade.

A alopecia androgenética, popularmente conhecida como calvície, pode até ser socialmente tolerada, no entanto, é temida – e muito – por homens e mulheres. E, apesar de ter seu início ainda na adolescência, o problema se mostra aparente mais tarde, por volta dos 40 ou 50 anos de idade.

 

As duas principais causas para a queda permanente de cabelos estão ligadas a hereditariedade e aos hormônios masculinos; juntos, esses dois fatores promovem a atrofia dos folículos (bulbos) capilares. Também podem contribuir para a queda dos fios, o excesso de oleosidade, típico da dermatite seborreica, aplicação exagerada de produtos químicos, distúrbios da tireoide, má alimentação, carência de vitaminas e uso de determinados medicamentos.

Leia na íntegra: CLIQUE AQUI

Open chat
1
Olá! 👋Caso tenha dúvidas fale conosco pelo WhatsApp, é só clicar no botão abaixo!
Powered by